01 Vela Branca e 01 Copo de Agua Para Espantar Formigas (Inveja?)

O Intuito desse post é ser prático mas se for espiritual, não faz mal.

Recentemente estive envolvido em um caso de formigas na mesa do escritório.

Esse evento, aconteceu sem nenhum gatilho específico como comer chocolates ou bolachas na mesa. Não foi desencadeado por nenhum gatilho observável, portanto.

Dado que a higienização do ambiente não ter tido o resultado esperado: a extinção ou evacuamento do grupo de formigas, questões não diretamente observáveis, ou verificáveis, começaram a surgir, como uma boa mente humana que busca sobretudo uma respostas ainda que por questões não tão precisamente construídas.

 

Em um momento de lazer, vi um ou mais vídeos no Tiktok que relacionavam o aparecimento de formigas em um determinado espaço ou residência ao mal da Inveja, ou mau-olhado. Segundo o ChatGPT 4o, “”mau olhado” refere-se a uma crença popular e cultural em muitas partes do mundo de que uma pessoa pode, intencionalmente ou não, causar mal a outra simplesmente olhando para ela com inveja ou más intenções. Esta crença é encontrada em diversas culturas e tem várias denominações, como “mal de ojo” em espanhol e “evil eye” em inglês.”

 

Portanto, nesse momento saímos do campo objetivo e controlável da ciência para o místico e controverso do espiritual.

Independente dos valores individuais, para um homem com sede, a água do mar parecerá sempre muito tentadora, né? Mas nesse caso a água do mar se provou doce.

Junto à inquietação do problema plus a suposta identificação da razão via rede social, me faltava o principal: como resolver um problema de mau-olhado, a famosa inveja? Pois bem, em meio a uma conversa não linear e recomendada assinantes do status quo, questiono minha parceira sobre a questão que prontamente me responde com a solução, simples como a água e limpo como uma vela branca: um copo de água + uma vela branca acesa em um nível acima do seu, ou seja, mais alto.

Acatando a sugestão, por falta de opção e em um momento experimental de aceitação de respostas que não sigam metodologias rígidas de controle, apliquei o experimento e os resultados foram incríveis: já durante a metade da queima da vela, a infestação de formigas havia desaparecido.

 

Explicação: científica nenhuma. objetiva: acender vela com um copo d’agua ao lado em um nível acima do seu causa de alguma maneira um efeito de espanta e/ou eliminar formigas no cômodo.

Lição pessoal? O místico merece sua atenção mais do que pode parecer, a ciência é nosso melhor instrumento de sobrevivência e evolução nesse planeta, mas como tudo que está em evolução, encontra limitações de tempo e capacidade. Nem todas as variáveis, elementos e informações que existem podemos manipular, mensurar e avaliar.

Dar oportunidade ao inexplicável não é somente sobre crença no místico mas também sobre crença no desconhecido, naquele que ainda não conhecemos e explicamos. Se não entendemos e não podemos supera-lo, por que não nos juntarmos a ele?

 

 

 

PASSO A PASSO DA REFLEXÃO E SOLUÇÃO.

Ciência, Inovação e o Desconhecido

  1. Limitações da Ciência: A ciência trabalha com modelos e teorias que explicam o mundo com base nas evidências disponíveis. No entanto, esses modelos são necessariamente simplificações da realidade e podem não capturar todas as variáveis relevantes. Isso é especialmente verdadeiro em sistemas complexos, onde pequenas mudanças podem ter grandes impactos.
  2. Importância do Desconhecido: Inovações muitas vezes surgem da exploração de áreas desconhecidas ou menos compreendidas. A aceitação do desconhecido e a disposição para experimentar novas abordagens são fundamentais para o progresso. A curiosidade e a abertura para o inexplicável podem levar a descobertas inesperadas.
  3. Serendipidade e Invenção: Muitos avanços científicos e tecnológicos ocorrem por acaso, através de serendipidade. A invenção frequentemente resulta de tentativas e erros, onde a experimentação e a observação de resultados inesperados desempenham um papel crucial.
  4. Interdisciplinaridade e Holismo: Abordagens interdisciplinares que combinam ciência, tradição, arte e intuição podem fornecer uma visão mais holística e inovadora. Essa integração pode levar a soluções criativas que não seriam possíveis dentro dos limites de uma única disciplina.

Exemplos de Inovação e Invenção

  1. Descoberta da Penicilina: Alexander Fleming descobriu a penicilina por acaso, ao observar que um fungo contaminante em uma placa de Petri estava matando bactérias ao redor. Essa observação levou ao desenvolvimento dos antibióticos, uma das maiores inovações médicas da história.
  2. Post-it: Os Post-it foram inventados quando um pesquisador da 3M, Spencer Silver, estava tentando desenvolver um adesivo superforte, mas acabou criando um adesivo que era fraco e reposicionável. Seu colega Art Fry viu o potencial dessa descoberta para marcar páginas em um livro de hinos, levando à criação dos famosos blocos de notas adesivas.
  3. Micro-ondas: Percy Spencer descobriu o efeito das micro-ondas no aquecimento de alimentos ao perceber que uma barra de chocolate em seu bolso derreteu enquanto ele trabalhava com um magnetron, uma peça de radar. Isso levou ao desenvolvimento do forno de micro-ondas.

O Valor da Abordagem Empírica

  1. Experimentação e Observação: A prática de acender uma vela com um copo de água para afastar formigas pode ser vista como uma forma de experimentação empírica. Mesmo sem uma explicação científica clara, a repetição e a observação dos resultados podem levar a uma compreensão melhor e talvez a uma eventual explicação.
  2. Intuição e Criatividade: Inovações muitas vezes dependem de intuição e criatividade tanto quanto de análise racional. A disposição para experimentar, mesmo sem uma base teórica sólida, pode abrir novas fronteiras de conhecimento e aplicação.

Conclusão

A ciência, embora poderosa, não tem todas as respostas e é limitada pelas variáveis que conseguimos identificar e controlar. A inovação e a invenção prosperam na interface entre o conhecido e o desconhecido, onde a curiosidade, a experimentação e a abertura para resultados inesperados desempenham papéis fundamentais. Ao aceitar que não podemos controlar ou compreender completamente todos os aspectos, permitimos que a inovação floresça e que novas descobertas surjam.


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *